Excedente da balança comercial de Angola aumenta no 2.º trimestre de 2016

12 January 2017

A balança comercial de Angola registou um saldo positivo de 4154 milhões de dólares no segundo trimestre de 2016, valor que representa um acréscimo de 27,3% relativamente ao montante contabilizado no período homólogo de 2015, informou o Instituto Nacional de Estatística (INE).

O acréscimo verificado no saldo comercial decorreu do facto de as exportações terem aumentado 5,7% para 7395 milhões de dólares e as importações terem registado uma quebra de 13,2% para 3240 milhões de dólares.

Em consequência, a taxa de cobertura das importações pelas exportações passou de 187,4% no segundo trimestre de 2015 para 228,2% no trimestre homólogo de 2016.

A maior parte – 56% ou 4142 milhões de dólares – das exportações realizadas no segundo trimestre teve como destino a Ásia, a que se seguiram a América do Norte com um peso de 20,0% e a Europa com 16,9%.

As importações, por seu turno, tiveram origem na Europa na sua maior parte (45,2% ou 1463 milhões de dólares), seguindo a Ásia com um peso de 27,1% e a América do Norte com 15,9%.

A China foi no segundo trimestre o principal destino das exportações de Angola, com um peso de 35,1% ou 2594 milhões de dólares, surgido em segundo lugar as Bahamas com um peso de 13,8%.

Do lado das importações, os Estados Unidos da América aparecem em primeiro lugar com um peso de 13,2% ou 428 milhões de dólares, seguidos de Portugal com 11,3% e da China com 10,0%.

Os combustíveis representaram no período em análise 91,2% ou 6746 milhões de dólares das exportações de Angola, sendo a diferença para a unidade composta por máquinas (1,3%), veículos (1,5%) e outros produtos (4,3%).

Do lado das importações os principais agregados são, por ordem de importância, as máquinas e aparelhos (24,5%) e outros produtos (29,6%). (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH