Ministro das Finanças de Angola pede contenção nas despesas

13 January 2017

O ministro das Finanças de Angola, Archer Mangueira, apelou aos gestores públicos do país que procurem racionalizar as despesas inscritas no Orçamento Geral do Estado para o ano em curso devido às dificuldades económico-financeiras que o país enfrenta.

Numa intervenção realizada no Solo, província do Zaire, o ministro disse que os gestores devem ter em conta o pouco dinheiro que o orçamento tem disponível para as necessidades das despesas do Estado.

“O dinheiro tem de ser bem gerido e o nosso apelo recai sobre os gestores a todos os níveis, no sentido de existir uma despesa útil, além de todo o esforço que continuaremos a fazer para melhorar a arrecadação da receita não petrolífera”, disse, citado pela agência noticiosa Angop.

Archer Mangueira garantiu que a execução do OGE 2017 vai satisfazer as principais necessidades da população e acrescentou não ser intenção do Estado manter montantes cativos sempre e quando as disponibilidades de tesouraria assim o permitam.

O ministro das Finanças anunciou estar em curso o programa de Potenciação da Receita Tributária, cujos resultados devem reforçar o Orçamento Geral do Estado com um acréscimo de receitas fiscais.

Archer Mangueira conferiu posse no final de 2016 aos novos membros do Conselho de Administração da Administração Geral Tributária (AGT), entidade resultante da fusão da Direcção Nacional de Impostos, do Serviço Nacional das Alfândegas e do Projecto Executivo para a Reforma Tributária (PERT). (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH