Banco chinês concede empréstimo a Angola para construção da central do Soyo

19 January 2017

O Banco Industrial e Comercial da China vai conceder um empréstimo de 837 milhões de dólares a ser utilizado na construção da central de ciclo combinado do Soyo, em Angola, montante que equivale a 85% do custo, de acordo com um documento governamental.

O documento citado pela agência noticiosa Lusa indica que o acordo entre o governo de Angola e o banco chinês foi obtido no final do primeiro semestre de 2016, dois anos depois de a obra ter ser iniciada.

A empreitada, atribuída a empresas chinesas, está avaliada em 985 milhões de dólares, devendo a central começar a produzir electricidade para a rede pública, a partir de gás natural, durante o primeiro trimestre de 2017.

Com uma capacidade de produção instalada de 750MW, este projecto envolve ainda a construção de uma linha eléctrica até à capital, ao longo de mais de 400 quilómetros, com 1500 torres.

O primeiro gerador de electricidade desta central deverá entrar em testes no início de 2017 e os restantes três ao longo do ano, estimando-se que a ligação eléctrica entre o Soyo e Luanda fique concluída até Maio.

O contracto para a obra foi celebrado entre o Ministério da Energia e Águas e a empresa China Machinery Engineering Corporation (CMEC) em 2014. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH