Fundo Soberano de Angola investe 180 milhões de dólares em porto de águas profundas

25 January 2017

O Fundo Soberano de Angola vai investir 180 milhões de dólares na construção do primeiro porto de águas profundas no país, projecto a ser desenvolvido em Caio, província de Cabinda, de acordo com um comunicado terça-feira divulgado em Londres.

A construção do porto será realizada em duas fases, a primeira das quais dará origem a um terminal com 630 metros de comprimento, ligado à costa através de uma ponte com dois quilómetros de extensão.

O comunicado adianta que o canal de acesso terá 15 metros de profundidade e que o terminal disporá de uma profundidade de 14 metros, indo a infra-estrutura dispor de um estaleiro naval moderno, um porto seco, uma zona industrial e outra franca.

Dizendo que este investimento vai permitir criar 20 mil postos de trabalho e agregar valor, o presidente do Fundo, José Filomeno dos Santos, recorda que ““os investimentos no sector industrial e nas infra-estruturas de apoio ao comércio na região a sul do Saara têm apresentado elevados índices de lucro e resistência aos riscos associados aos países no continente africano.”

Dos Santos salienta que aplicar capitais em infra-estruturas marítimas e de apoio logístico e industrial em Angola permite diversificar outros investimentos nos mercados financeiros internacionais presentes na carteira do Fundo Soberano de Angola.

A agência financeira Bloomberg escreveu que o Banco de Exportações e Importações da China vai conceder um empréstimo de até 600 milhões de dólares a ser aplicado na construção deste porto, cujos trabalhos estão aliás, a ser desenvolvidos por uma empresa chinesa de construção civil.

No mesmo comunicado, em que apresenta o estado da sua carteira de investimentos do segundo e terceiro trimestres de 2016, afirma-se que os activos do Fundo estavam avaliados no dia 30 de Setembro último em 4,755 mil milhões de dólares.

Daquele montante 1833 milhões de dólares estavam aplicados em títulos e valores monetários, 1179 milhões em activos de rendimento e o restante em diversos fundos, nomeadamente de infra-estruturas, silvicultura e agricultura. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH