Grupo chinês Fosun controla 24% do Banco Comercial Português

6 February 2017

O grupo chinês Fosun aumentou para cerca de 24% a participação que detém no Banco Comercial Português, na sequência do aumento de capital social, de acordo com a imprensa portuguesa, que salientou o facto de não ter sido possível alcançar os 30% pretendidos.

O aumento de capital, que registou uma procura superior à quantidade de títulos disponíveis para subscrição em 23%, permitiu ao maior banco privado português captar 1330 milhões de euros e passar a ter um capital social de 5600 milhões de euros representado por mais de 15 113 milhões de acções.

O prazo para o registo das acções e a posição qualificada de actuais e novos accionistas só deverá ser comunicada à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários no final da semana, mas as posições relativas dos dois principais accionistas – Fosun e Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol) – deverão ter-se mantido sem grandes alterações.

A imprensa portuguesa escreveu ainda que além dos dois principais accionistas de referência, Fosun e Sonangol, que detinha 14,87%, também o grupo Energias de Portugal, com 2,1% e a InterOceânico, SGPS que agrega investidores angolanos e portugueses, com 1,7%, acorreram ao aumento de capital.

O grupo chinês, que em Portugal controla a companhia de seguros Fidelidade e a Luz Saúde, bem como uma participação de mais de 5% no grupo Redes Energéticas Nacionais (REN), detinha uma participação de 16,67% do BCP antes do aumento de capital.(Macauhub)

MACAUHUB FRENCH