Angolana Endiama negoceia financiamento de mais um projecto diamantífero

9 February 2017

A Empresa Nacional de Diamantes de Angola (Endiama) está a negociar o financiamento do projecto Luaxe com os seus parceiros, não necessitando de investidores adicionais, afirmou o presidente da estatal quarta-feira na Cidade do Cabo.

António Carlos Sumbula disse no final do fórum “Angola Business”, realizado durante a edição deste ano da conferência internacional do sector mineiro Mining Indaba, que o projecto Luaxe foi uma descoberta efectuada pela Endiama, em associação com a empresa russa Alrosa, “não necessitando de investidores.”

O presidente da empresa disse também que enquanto este projecto não iniciar a laboração, a Endiama vai optar por reduzir ligeiramente a produção para melhorar a receita, de acordo com a agência noticiosa Angop.

“Quando a empresa produzia oito milhões de quilates a receita era de 1200 milhões de dólares, mas em 2016, com uma produção de nove milhões de quilates, a receita desceu para 1070 milhões de dólares”, salientou António Carlos Sumbula.

O presidente da estatal angolana adiantou que a empresa vai negociar com os grandes produtores mundiais, caso da De Beers, Alrosa e Rio Tinto, uma redução ligeira da produção a fim de permitir que o preço dos diamantes registe um aumento.

“A nossa intenção é trabalhar no sentido de que haja mais receitas, em função da redução da produção”, disse.

A edição de 2017 do Mining Indaba, conferência internacional de minas, iniciou-se segunda-feira, na cidade do Cabo, com a participação de investidores, financiadores, bancos, empresas ligadas ao sector mineiro, consultores e companhias de seguros, sendo um evento que procura captar investimentos para o sector e contribuir para o crescimento e desenvolvimento do continente africano. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH