Macau vai construir Complexo de Serviços para a Cooperação Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa

Doze empresas apresentaram propostas ao concurso público relativo à empreitada de concepção e construção do Complexo de Serviços para a Cooperação Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, informou a Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transporte.

O futuro Complexo de Serviços ficará localizado na zona central de península de Macau numa área de implantação de cerca de 14 200m2, sendo que a obra de construção poderá vir a iniciar-se no terceiro trimestre de 2017 e ter um prazo máximo de execução de 20 meses.

O Complexo destina-se à realização de encontros no âmbito da cooperação económica e comercial entre a China e os países de língua portuguesa, podendo servir também para a realização de actividades no âmbito da cooperação entre os referidos países.

O Complexo compreende o Centro de Exposição dos Produtos dos Países de Língua Portuguesa, o Centro de Serviço das Empresas da China e dos Países de Língua Portuguesa, o Centro de Informações, o Pavilhão de Exposições sobre as Relações Económicas e Comerciais entre a China e os Países de Língua Portuguesa e as Respectivas Culturas, o Centro de Formação entre a China e os Países de Língua Portuguesa, bem como o Pavilhão de Exposição sobre o Desenvolvimento Urbanístico de Macau.

O primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, presidiu à cerimónia de lançamento do complexo durante a sua visita a Macau em Outubro de 2016 para inaugurar a 5ª Conferência Ministerial do Fórum de Macau. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH