China paga reparação de estádio de futebol na Guiné-Bissau

20 February 2017

As obras de reparação do sistema eléctrico do estádio de futebol “24 de Setembro”, na Guiné-Bissau, estão concluídas, ao abrigo de uma empreitada com um custo de 500 milhões de francos CFA (cerca de 810 mil dólares) suportado pelo governo da República Popular da China, informou o director do empreendimento desportivo.

Paulino Malaca disse que as obras foram efectuadas por trabalhadores chineses enviados a pedido do governo da Guiné-Bissau, depois de em Março de 2015 um grupo de assaltantes ter roubado os cabos que alimentam o sistema eléctrico do campo de futebol, o único com relvado natural, com capacidade de 15 mil espectadores e construído nos anos 90 pela República Popular da China.

As obras, cujo tempo de duração não foi revelado, comportaram a colocação de um novo sistema eléctrico, uma vez que o anterior ficou irrecuperável devido ao facto de os ladrões terem cortado os cabos para aproveitar o cobre que depois seria vendido no mercado negro, acrescentou Paulino Malaca.

O estádio “24 de Setembro”, além de partidas de futebol, sobretudo internacionais, acolhe grandes eventos, nomeadamente a investidura de presidentes eleitos como os ex-chefes de Estado Kumba Yalá, Nino Vieira, Malam Bacai Sanha e em 2014 o actual, José Mário Vaz. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH