Candidatos à construção do Complexo de Serviços para a Cooperação Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa reduzidos a nove

21 February 2017

Nove das 12 propostas apresentadas ao concurso público para a empreitada de concepção e construção do Complexo de Serviços para a Cooperação Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa foram admitidas, tendo as restantes três sido eliminadas, informaram os Serviços de Solos, Obras Públicas e Transporte.

Aqueles serviços informaram ainda que as três propostas eliminadas – Companhia de Construção Everich (Macau)/Engenharia Hsin Chong (Macau), Companhia de Construção & Engenharia Shing Lung/Consultadoria de Engenharia Civil Y W Siu e Companhia de Desenvolvimento Predial San You – não cumpriam as disposições definidas no programa do concurso e nos esclarecimentos prestados por escrito aos concorrentes.

Em comunicado, os Serviços de Solos, Obras Públicas e Transporte adiantaram que, após a conclusão de atribuição das pontuações relativas à parte técnica e à parte da concepção, será publicado um anúncio sobre a data relativa à 2.ª ronda do acto público de abertura do invólucro onde consta o “preço da obra.”

O futuro Complexo de Serviços ficará localizado na zona central de península de Macau numa área de implantação de cerca de 14 200m2, sendo que a obra de construção poderá vir a iniciar-se no terceiro trimestre de 2017 e ter um prazo máximo de execução de 20 meses.

O Complexo compreende o Centro de Exposição dos Produtos dos Países de Língua Portuguesa, o Centro de Serviço das Empresas da China e dos Países de Língua Portuguesa, o Centro de Informações, o Pavilhão de Exposições sobre as Relações Económicas e Comerciais entre a China e os Países de Língua Portuguesa e as Respectivas Culturas, o Centro de Formação entre a China e os Países de Língua Portuguesa, bem como o Pavilhão de Exposição sobre o Desenvolvimento Urbanístico de Macau. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH