China inicia em Março construção de central eléctrica de biomassa na Guiné-Bissau

23 February 2017

Os trabalhos preliminares para a construção da central eléctrica de biomassa em Mansoa, centro da Guiné-Bissau, terão início em Março, com a chegada de técnicos da China, anunciou o representante guineense da empresa chinesa Shenyang Lan Sa Trading Co Ltd, entidade que financia o projecto.

Felipe Manuel Monteiro falava terça-feira no decurso da visita do presidente da empresa chinesa, Li Xuguang, à frente de uma delegação de empresários do seu país à localidade de Mansoa para constatar a realidade local e sensibilizar a população sobre as vantagens de possuir aquela infra-estrutura de energia renovável.

Na ocasião, Felipe Manuel Monteiro disse que a nova central, que vai abastecer de energia eléctrica ainda a cidade capital, Bissau, terá uma capacidade de produção de 30 megawatts e funcionará através de resíduos como casca de arroz, de milho e outros cereais.

O projecto, cujo custo não foi divulgado, inclui a vertente agrícola, neste caso a produção de arroz para o aproveitamento da casca, estando previsto que a colheita possa ascender a 100 mil toneladas por ano.

O representante guineense da Shenyang Lan Sa Trading Co Ltd acrescentou que se trata de um projecto pronto a ter início, pois “o financiamento já está garantido.”

Li Xinguang, que liderou a delegação de investidores e empresários chineses, salientou que uma vez concluídas as obras da nova central, há projectos para investimentos também na área social, nomeadamente na construção de escolas, hospitais e habitação social entre outras, na Guiné-Bissau. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH