Sector não-financeiro de Portugal encerra 2016 a dever 715,8 mil milhões de euros

24 February 2017

O sector não-financeiro de Portugal devia 715,8 mil milhões de euros no final de 2016, dos quais 308,4 mil milhões respeitavam ao sector público e 407,5 mil milhões ao sector privado, informou o Banco de Portugal em comunicado.

O banco central português informou ainda que, comparativamente ao final de 2015, o endividamento do sector não financeiro aumentou 7,4 mil milhões de euros, fruto de um acréscimo de 11,2 mil milhões de euros no endividamento do sector público e de uma redução de 3,9 mil milhões de euros no endividamento do sector privado.

A evolução do endividamento do sector público reflecte o aumento do financiamento concedido pelo sector financeiro e pelos particulares, que foi parcialmente

compensado pelo decréscimo do financiamento externo.

Ao nível do sector privado, observou-se a redução do endividamento das empresas em 2,3 mil milhões de euros e dos particulares em 1,6 mil milhões de euros, evolução que reflecte a redução do financiamento obtido junto do sector financeiro.

O Produto Interno Bruto de Portugal situava-se no final de 2015 em 179 540 milhões de euros, não havendo ainda números definitivos para 2015, pelo que o endividamento do sector não-financeiro de Portugal rondará praticamente quatro vezes a riqueza produzida anualmente no país. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH