Grupo Tokyo Gas interessado no gás natural de Moçambique

15 March 2017

O grupo Tokyo Gas pretende comprar gás natural a ser extraído em Moçambique ao abrigo de um programa de diversificação de fornecedores, disse terça-feira em Tóquio o director executivo do grupo, ao receber o Presidente de Moçambique, de visita oficial ao Japão até quinta-feira.

“Actualmente temos 12 contractos de fornecimento com empresas de países diferentes mas estamos interessados no projecto de Moçambique a fim de diversificar os fornecedores que anualmente nos vendem 14 milhões de toneladas de gás natural”, disse ainda Kentaro Kimoto, citado pela agência noticiosa AIM.

A ministra dos Recursos Minerais e Energia, Letícia Klemens, que faz parte da comitiva do Presidente Filipe Nyusi, informou os responsáveis do grupo japonês sobre o ponto da situação dos projectos de extracção de gás natural na bacia do Rovuma.

Ainda na terça-feira, a comitiva presidencial reuniu-se com a direcção do grupo Mitsui & Co, um dos accionistas da bloco Área 1 da bacia do Rovuma, que tem como operador o grupo norte-americano Anadarko Petroleum.

Além de uma participação de 20% no bloco Área 1, o grupo Mitsui & Co está envolvido em negociações com o grupo brasileiro Vale para adquirir participações de 15% na mina de carvão de Moatize e de 50% no Corredor Logístico de Nacala.

Os dados mais recentes deste negócio datam de Setembro de 2016 quando o grupo Vale anunciou novos termos do acordo originalmente assinado em 2014, ao abrigo dos quais iria receber 768 milhões de dólares pela venda daquelas participações ao grupo japonês. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH