Banco de Poupança e Crédito de Angola tem novos dirigentes

28 March 2017

Os accionistas do Banco de Poupança e Crédito de Angola decidiram nomear um novo conselho de administração presidido pelo economista Ricardo D’Abreu e aprovar o aumento do capital social em 90 mil milhões de kwanzas (540 milhões de dólares), informou a instituição em comunicado divulgado segunda-feira em Luanda.

Os accionistas decidiram ainda no decurso da assembleia-geral realizada na passada sexta-feira destituir os anteriores membros dos órgãos sociais e nomear para o quadriénio 2017/2021, além de um novo conselho de administração, uma nova comissão executiva que será igualmente presidida por Ricardo D’Abreu.

Foi ainda aprovado o aumento do capital social, a realizar por todos os accionistas na proporção da sua participação, bem como o Plano de Recapitalização e Reestruturação do Banco de Poupança e Crédito.

“Dada a elevada importância sistémica do Banco de Poupança e Crédito no sistema financeiro, bem como na sua estabilidade, os accionistas acreditam que estão criadas as condições para devolver ao banco a sua reputação e rentabilidade nos próximos exercícios”, pode ler-se no comunicado divulgado.

Participaram na assembleia-geral de accionistas o Ministério das Finanças, em representação do accionista Estado, detentor de 75% do capital social, o Instituto Nacional de Segurança Social, detentor de 15% do capital social e a Caixa da Segurança Social das Forças Armadas, detentora de 10% do capital social.

O governo de Angola decidiu em Fevereiro passado autorizar a emissão de Obrigações do Tesouro no montante de 67 500 milhões de kwanzas (405 milhões de dólares) a fim de contribuir com a proporção que lhe cabe para o aumento de capital social sexta-feira aprovado. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH