Barragem de Laúca, em Angola, inicia teste de turbinas este mês

10 April 2017

A água retida na albufeira da barragem de Laúca, em construção no rio Cuanza, deverá atingir a cota de 800 metros no dia 25 de Abril corrente, facto que permitirá dar início aos ensaios da primeira turbina da central eléctrica, disse sexta-feira em Luanda o director-geral do Gabinete de Aproveitamento do Médio Kwanza (Gamek).

 

Fernando Barros disse ainda no decurso do programa “Falar Claro” da Televisão Pública de Angola que a água retida na albufeira daquele aproveitamento hidroeléctrico encontra-se actualmente à cota de 794 metros.

 

O enchimento da albufeira de Laúca, para aprovisionar mais de dois mil milhões de metros cúbicos de água, iniciou-se a 11 de Março último, o que obrigou o Gamek a reter a maior parte de água que serve para alimentar as turbinas da barragem de Cambambe, com capacidade de produção de 960 megawatts.

 

Fernando Barros esclareceu que a retenção da maior quantidade de água em Laúca forçou o maior centro produtor de energia do país (Cambambe) a reduzir a sua produção com as consequentes restrições no fornecimento de energia ao sistema norte, sobretudo para Luanda, maior centro consumidor.

 

Situada na entre Cacuso (Malanje) e Cambambe (Cuanza Norte), a barragem de Laúca, em construção desde 2012, é a maior obra de engenharia em execução em Angola indo dispor de uma capacidade de produção de 2070 megawatts.

 

Este projecto, que custou ao Estado angolano 4,5 mil milhões de dólares, vai permitir interligar os sistemas de energia do norte, centro e sul do país, podendo beneficiar mais de oito milhões de pessoas, de acordo com a agência noticiosa Angop. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH