Bancos a operar em Moçambique têm de aumentar capital social

11 April 2017

O capital social mínimo dos bancos a operar em Moçambique vai ser aumentado de 70 milhões de meticais (980 mil dólares) para 1700 milhões de meticais (23,8 milhões de dólares), o que deverá acontecer no prazo máximo de três anos, anunciou segunda-feira em Maputo o governador do Banco de Moçambique.

 

Rogério Zandamela, que disse pretender a medida reforçar a solidez das instituições financeiras a operar no país, disse ainda que o rácio de solvabilidade mínimo dos bancos vai passar de 8,0% para 12,0%.

 

O rácio de solvabilidade é um indicador financeiro que revela a proporção relativa dos activos de uma empresa financiados por capitais próprios versus financiados por capitais alheios.

 

Em Novembro de 2016, ainda antes de surgirem os rumores de que haveria bancos com rácios de solvabilidade abaixo dos 8,0% exigidos, o Banco de Moçambique determinou a dissolução e liquidação do Nosso Banco, que apresentava uma “situação inviável.”

 

Em Setembro, o banco central suspendeu o conselho de administração e a comissão executiva do banco Moza, estando actualmente a preparar a instituição para venda, após os accionistas não terem conseguido respeitar o compromisso de capitalizar a instituição. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH