Empresa chinesa conclui colocação de tabuleiro na ponte Maputo/Catembe, em Moçambique

12 April 2017

O tabuleiro da ponte entre Maputo e Catembe deverá ficar colocado até Dezembro próximo, com a empresa China Road and Bridge Corporation (CRBC) a dar início ao processo em Julho próximo, disse o presidente da Empresa de Desenvolvimento de Maputo Sul, Silva Magaia.

 

Silva Magaia disse ainda ao jornal Notícias, de Maputo, estar a decorrer a instalação da plataforma de trabalho, uma espécie de via suspensa em cordas metálicas, que permitirá aos construtores trabalharem entre as duas torres na preparação do lançamento do cabo que sustentará o tabuleiro no vão de 680 metros sobre o mar.

 

A montagem da plataforma de trabalho deverá ficar concluída em Maio, iniciando-se de seguida o lançamento dos dois cabos de aço, com um diâmetro de meio metro cada, que vão sustentar o tabuleiro.

 

O tabuleiro em metal foi construído na China e o navio que transporta as 57 peças em que foi repartido deverá atracar no porto de Maputo em finais de Maio ou início de Junho, o que marcará a data para o início da sua montagem.

 

Cada peça tem 12 metros de largura e 26 de comprimento, três metros de espessura e pesa cerca de 125 toneladas, indo ser unidas por soldadura, ainda de acordo com Silva Magaia.

 

Com conclusão total prevista para o final de 2017, a ponte, com pouco mais de três quilómetros de extensão, terá 680 metros de tabuleiro suspensos sobre a baía, com pilares numa e noutra extremidade.

 

A edificação da ponte está inserida no projecto de construção da estrada Maputo/Ponta de Ouro, numa extensão de 209 quilómetros, empreendimento que se encontra dividido em três partes – o primeiro troço Maputo/Catembe, com uma extensão de 35 quilómetros, o segundo troço que compreende Catembe/Ponta de Ouro, com 109 quilómetros e que engloba a reparação/construção de estradas entre Catembe/Bela Vista e Bela Vista/África do Sul e o terceiro troço com 63 quilómetros e que compreende a reparação da estrada Bela Vista/Boane.

 

Este projecto que tem um custo estimado de 700 milhões de dólares é apoiado financeiramente por um empréstimo concedido pelo Banco de Exportações e Importações da China. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH