China vai apoiar São Tomé e Príncipe com “verbas importantes”

A República Popular da China vai disponibilizar a São Tomé e Príncipe “verbas importantes” ao longo dos próximos cinco anos, anunciou o primeiro-ministro são-tomense, Patrice Trovoada, em entrevista à televisão do país, a TVS.

 

Trovoada sublinhou tratar-se de “um montante bastante importante que demonstra a vontade da China em cooperar” no processo de desenvolvimento do arquipélago e adiantou que a ajuda pode ser desagregada em donativos, apoio ao Orçamento de Estado e perdão “da dívida antiga que nós tínhamos para com a China.”

 

O primeiro-ministro, citado pela agência noticiosa STP-Press, disse que além das infra-estruturas, como o porto em águas profundas, aeroporto, estradas, cidade administrativa e turismo, a cooperação com China vai ainda abranger as áreas da agricultura, pesca, questões ambientais, segurança marítima e formação de quadros.

 

Além do Acordo Geral de Cooperação assinado na passada quarta-feira em Pequim, Patrice Trovoada referiu-se ainda a promessas do governo da China de apoio ao executivo são-tomense e a empresas privadas na obtenção de créditos junto de instituições financeiras chinesas.

 

“Esta nova era de cooperação com a China visa transformar São Tomé e Príncipe e o compromisso entre as partes é que pelo menos um grande projecto possa ter início ainda este ano”, concluiu.

 

São Tomé e Príncipe e a República Popular da China restabeleceram relações diplomáticas em Dezembro de 2016 na sequência de corte de relações com Taiwan. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH