Portugal procura financiar-se na China em renminbis

8 May 2017

Portugal está a analisar a emissão de dívida pública em moeda da China, o renminbi, a fim de alargar “a base de investidores e atrair financiamento”, disse em Pequim o ministro das Finanças, Mário Centeno, no final de uma visita de três dias à China.

O ministro português manteve reuniões ao longo da sua estada na capital chinesa com responsáveis do Banco Popular da China, o banco central, do Banco Industrial e Comercial da China, Banco da China, Banco Agrícola da China e Banco Postal de Poupanças da China.

Mário Centeno adiantou à agência noticiosa Lusa que Portugal pode vir a ser dessa forma o primeiro país europeu a emitir dívida pública em renminbis, possibilidade que no entanto está dependente da evolução das notações de risco atribuídas pelas grandes agências de notação financeira.

A Moody’s, Standard & Poor´s e Fitch Ratings atribuem à dívida soberana de Portugal a notação de risco a longo prazo de “lixo”, que significa que os títulos emitidos são altamente especulativos não tendo qualidade de investimento.

A agência Moody’s informou na passada sexta-feira ter mantido a notação de risco soberano de Portugal em “Ba1”, com perspectiva estável, estando a próxima avaliação agendada para 1 de Setembro.

A acompanhar Mário Centeno nesta sua deslocação à China estiveram a presidente da Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública, Cristina Casalinho e o secretário de Estado do Tesouro, Álvaro Costa Novo.

A China assumiu-se no passado recente como um dos principais investidores estrangeiros em Portugal, tendo adquirido participações importantes em empresas dos sectores da energia, seguros, saúde e banca. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH