Actividade agrícola em Angola tem um nível muito baixo de mecanização

12 May 2017

Apenas 100 mil hectares de terras aráveis, dos cinco milhões existentes em Angola, são preparados anualmente com recurso a máquinas e/ou tracção animal para a semeadura e colheita de produtos agrícolas, disse quinta-feira em Luanda o ministro da Agricultura.

O ministro Marcos Nhunga disse ainda que o resto dos terrenos disponíveis ainda é trabalhado manualmente, com recurso a enxadas, facto que é preocupante e que revela a reduzida utilização da mecanização agrícola em Angola.

Atento a esta realidade, o Ministério da Agricultura promoveu um encontro com os agentes económicos ligados à banca comercial, empresas do sector agrícola, construção civil, telecomunicações, seguradoras, entre outros, para divulgar informações sobre as políticas de desenvolvimento do sector agrário e partilhar as oportunidades de negócios e de investimentos existentes no sector agrícola, pecuário e florestal.

O ministro recordou que Angola dispõe de potencial para atingir níveis de produção agrícola elevados, podendo iniciar a curto prazo a exportação de produtos como o milho, arroz, leguminosas, oleaginosas, hortícolas, tubérculos, frutos tropicais, café, mel e madeira e seus derivados.

“Temos solos com elevada aptidão agrária, abundantes recursos hídricos e uma expressiva faixa da população dedicada às actividades do campo, mas a produção interna ainda não satisfaz as necessidades de consumo em muitas culturas”, acrescentou, citado pela agência noticiosa Angop. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH