Macau dá formação turística a quadros de países de língua portuguesa

O primeiro de três grupos de funcionários de entidades governamentais de turismo de países de língua portuguesa este ano iniciou segunda-feira em Macau um estágio de formação de duas semanas organizado pela Direcção dos Serviços de Turismo de Macau (DST), de acordo com informação oficial.

A DST, em cooperação com o Secretariado Permanente do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau), realiza este ano três sessões de estágios para funcionários de entidades governamentais do turismo de Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e Timor-Leste.

De acordo com o programa de formação elaborado, um segundo grupo virá a Macau em Julho e um terceiro em Setembro, com as acções de formação deste ano a envolverem um total de 30 técnicos.

O conteúdo do programa de formação inclui estágio em seis departamentos da DST, dois dias de reuniões no Instituto de Formação Turística (IFT), a par com visitas de familiarização a infra-estruturas turísticas, património histórico e cultural e outras atracções de Macau.

A DST pretende com este programa reforçar o intercâmbio na área do turismo entre Macau e os países de língua portuguesa e contribuir para a formação e desenvolvimento dos recursos humanos do sector dos países envolvidos, em sintonia com o objectivo de transformar Macau num Centro Mundial de Turismo e Lazer e numa plataforma de serviços para a cooperação comercial entre a China e os países de língua portuguesa.

A DST assinou Memorandos de Entendimento para Cooperação em Matéria de Turismo com Cabo Verde, Guiné-Bissau e Moçambique, em 2010, com Timor-Leste em 2013 e com Angola em 2015.

Entre 2012 e 2016, a DST prestou formação a um total de 98 funcionários governamentais de turismo de países de língua portuguesa. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH