Angola cria Reserva Estratégica Alimentar do Estado

18 May 2017

O governo de Angola vai lançar até ao final de Junho a Reserva Estratégica Alimentar do Estado, a fim de garantir o abastecimento de alguns produtos alimentares “durante um certo período de tempo”, nos termos de um despacho conjunto dos Ministérios da Economia, Finanças, Agricultura e Comércio.

O despacho cria um grupo técnico que terá por tarefa preparar, em termos técnicos e jurídicos, a formalização da Reserva Estratégica Alimentar do Estado, que incluirá alguns dos produtos do cabaz básico, como farinha de trigo e de milho, arroz, feijão, açúcar e sal.

Jofre Van-Dúnem Júnior, presidente do Entreposto Aduaneiro de Angola (EAA), empresa pública criada em 2002 e que tem a função de gestor desta reserva do Estado, disse recentemente que a mesma estará regulamentada até Junho ou Julho e acrescentou que na realidade ela já existe, “embora não na quantidade que se pretende.”

A proposta em estudo prevê uma Reserva Estratégica Alimentar com uma componente física de armazenamento, em pontos estratégicos do país, com capacidade para cobrir entre “três a seis meses” das necessidades de consumo. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH