Bolsa de valores de Angola quer iniciar negociação de obrigações e acções em 2017

19 May 2017

A Bolsa de Dívidas e Valores de Angola (Bodiva) conta lançar este ano os segmentos de obrigações e acções, disse o presidente do conselho de administração da instituição, António Furtado, ao apresentar o relatório e contas relativo a 2016.

Em 2016, a Bodiva melhorou a sua capacidade de gerar receita e de conter custos, tendo tido, como consequência, uma redução significativa do prejuízo registado um ano antes, de 293,9 milhões de kwanzas contra 459,6 milhões de kwanzas, de acordo com o Jornal Mercado.

A melhoria de 36% registada ficou a dever-se ao crescimento dos proveitos operacionais, que só a partir de Junho começaram a ser registados e que no período findo em 31 de Dezembro de 2016 totalizaram 252,9 milhões Kz, decorrentes de comissões de negociação, comissões de liquidação, filiação de membros, senhas de acesso, transferência de valores mobiliários e cotação de fecho de valores mobiliários.

António Furtado adiantou que “o accionista Estado continuou a manifestar o seu apoio ao projecto, mediante a subscrição de um aumento de capital de 600 milhões de kwanzas.”

O presidente da comissão executiva, Patrício Vilar, salientou que 2015 foi “o ano de início do sistema de negociação” e 2016 foi o da “conclusão da infra-estrutura de mercado, com a entrada em funcionamento da Central de Valores, com as funcionalidades de custódia, compensação e liquidação de valores mobiliários. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH