Noventa empresas produzem 900 produtos “Feito em Angola”

22 May 2017

Cerca de 900 produtos de 91 micro, pequenas e médias empresas ostentam actualmente o selo “Feito em Angola”, projecto governamental lançado há cerca de cinco anos para estimular o consumo de produtos angolanos, de acordo com dados oficiais relativos a Maio corrente.

Os dados, citados pelo Jornal de Angola, indicam que nos últimos 12 meses aderiram ao programa governamental mais sete empresas, adicionando 194 produtos de origem certificada.

A coordenadora do programa “Feito em Angola”, Ana Celeste, disse há algum tempo que o número de candidaturas continuava a crescer, mas que nem todas as empresas reuniam os requisitos necessários, tendo em conta o nível do Valor Acrescentado Nacional (VAN) de pelo menos 50% que é exigido.

“Algumas empresas importam produtos e limitam-se a empacotá-los, pelo que não podem ser considerados nacionais, ou melhor não são feitos em Angola”, disse a responsável.

A fábrica de tijolo angolana Cerâmica Industrial e Comercial, participada pelo grupo português Recer, que funciona desde 2013 em Luanda, após um investimento privado de 30 milhões de dólares, é uma das que já ostenta o selo oficial “Feito em Angola.”

A actividade desta fábrica envolve a extracção de matéria-prima (argila e areia), emprega 50 trabalhadores nacionais e já comercializa o tijolo que produz em várias províncias do país, dispondo de um Valor Acrescentado Nacional de 90%. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH