Angola ligada ao Brasil por cabo submarino em 2018

23 May 2017

A instalação do cabo submarino de fibra óptica que vai ligar Angola ao Brasil deve ficar concluída em 2018, projecto com um custo estimado em 170 milhões de dólares, disse recentemente em Luanda o presidente da empresa Angola Cables.

António Nunes, que falava à margem de uma conferência sobre o estado das telecomunicações em Angola, disse que a empresa está a trabalhar no sentido de garantir que o acesso à Internet chegue até aos locais mais recônditos do país de forma rápida, numa altura em que já estão instalados cabos de fibra óptica em várias regiões.

O presidente da Angola Cables recordou, no entanto, que para que o interior do país tenha fácil acesso à informação e à Internet de banda larga, “será necessário também melhorar as infra-estruturas, como estradas e outros locais públicos”, de acordo com o Jornal de Angola.

O acesso facilitado à informação e à Internet de banda larga já tem sido usado com sucesso em diversas actividades, de que se destaca a exploração mineira, que utiliza robots em diversas operações.

“Esse facto tem como consequência o aumento da produtividade e a diminuição dos custos, sendo um factor que pode favorecer a diversificação da economia nacional”, considerou António Nunes, acrescentando que o mesmo exemplo pode ser seguido no sector agrícola com a instalação de sensores no terreno, que podem permitir aumentar os níveis de produção.

A Angola Cables é uma empresa de telecomunicações angolana que opera no mercado grossista e que se dedica à exploração e comercialização de capacidade de circuitos internacionais de voz e dados em cabos submarinos. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH