Grupo Coal India prepara nova prospecção carbonífera em Moçambique

8 June 2017

O grupo Coal India Ltd (CIL) aguarda que o governo de Moçambique responda a um pedido apresentado para a atribuição de direitos de exploração de dois novos blocos carboníferos, de acordo com o relatório anual 2016/2017 do Ministério do Carvão da Índia.

“O pedido foi apresentado ao governo de Moçambique mas até à data não foi recebida resposta”, precisa o documento citado pela Press Trust of India, a agência noticiosa indiana.

A Coal India Africana Limitada (CIAL), subsidiária controlada a 100% pelo grupo CIL, recebeu do Ministério dos Recursos Minerais licenças de prospecção relativas a dois blocos carboníferos que cobrem uma área de 224 quilómetros quadrados.

No entanto, os estudos e as análises realizadas às amostras recolhidas permitiram concluir que 170 quilómetros quadrados dos dois blocos não continham carvão, “até pelo menos uma profundidade de 500 metros”, que permitisse uma exploração viável em termos económicos.

As conclusões foram posteriormente aprovadas pelo conselho de administração do grupo, que decidiu proceder à devolução ao governo de Moçambique das duas licenças de exploração.

O governo de Moçambique emitiu posteriormente uma licença de prospecção para os restantes 54 quilómetros quadrados, válida até 6 de Agosto de 2019, escreveu ainda agência citando o relatório ministerial. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH