Saneamento financeiro do maior banco de Angola tem comissão de acompanhamento

8 June 2017

O processo de saneamento financeiro e de restruturação do Banco de Poupança e Crédito (BPC), o maior de Angola, vai ser acompanhado por uma comissão “ad-hoc” nomeada pelo ministro das Finanças, de acordo com um despacho com data de 1 de Junho.

O despacho indica ter a comissão sido criada tendo em conta a necessidade de se proceder à reestruturação e saneamento financeiro do BPC, em conformidade com as directrizes aprovadas pelo governo ao abrigo do programa de transformação desta instituição financeira bancária de capitais públicos.

Outros dos pressupostos que estiveram na base da criação da comissão são a salvaguarda dos interesses do Estado na instituição, a manutenção da confiança dos depositantes bem como a estabilidade do sistema financeiro angolano.

O Banco de Poupança e Crédito é detido pelo Estado, com 75% do capital social, pelo Instituto Nacional de Segurança Social (15%) e pela Caixa da Segurança Social das Forças Armadas, com os restantes 10%.

A instituição fechou o ano de 2016 com um prejuízo de 29,5 mil milhões de kwanzas (177 milhões de dólares), devido à necessidade de constituir provisões para cobrir imparidades resultantes de créditos de cobrança duvidosa.

O relatório e contas da instituição relativo a 2016 informa ainda ter o conselho de administração decidido constituir provisões no montante de 72,7 mil milhões de kwanzas (436 milhões de dólares), a fim de limpar o balanço de créditos de cobrança duvidosa e de proceder ao saneamento “em definitivo” da carteira de crédito. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH