Moçambique irá propor alargamento dos prazos de pagamento e redução das taxas de juro dos empréstimos

13 June 2017

O governo de Moçambique vai propor o alargamento dos prazos de amortização e a redução das taxas de juro dos empréstimos contraídos por três empresas públicas e que beneficiaram do aval do Estado, disse o director nacional de Orçamento, Rogério Nkomo.

Yuri Soloviev, primeiro vice-presidente da comissão executiva do VTB, disse recentemente à agência financeira Reuters que o banco está disponível para encetar conversações relativas à reestruturação da dívida de Moçambique e garantiu ter sido prestada toda a informação possível para que a Kroll Associates UK pudesse realizar a auditoria para que foi contratada.

O director nacional do Orçamento adiantou que, embora o governo não tenha definido ainda os moldes da renegociação pretendida, o habitual nestes casos é propor a extensão dos prazos de amortização e a redução das taxas de juro.

Moçambique entrou já em incumprimento financeiro ao ter falhado o pagamento de diversos cupões relativos a estes empréstimos, concedidos às empresas Moçambicana de Atum, Prodindicus e Mozambique Assett Management no valor de 2000 milhões de dólares.

O Fundo Monetário Internacional e os restantes organismos e países que apoiam Moçambique congelaram a prestação de ajuda até à realização de uma auditoria internacional e independente às dívidas contraídas e ao destino que foi dado aos fundos em questão.

O relatório de auditoria às três empresas, levado a cabo pela Kroll Associates UK, foi recentemente entregue à Procuradoria-Geral da República de Moçambique. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH