Porto de águas profundas do Caio, em Angola, operacional em 2020

19 June 2017

As obras de construção do porto de águas profundas do Caio, na província de Cabinda, ficam concluídas em 2020, disse o presidente da Caio Porto, a empresa gestora do projecto, Jack Helton.

Helton disse ainda à agência noticiosa Angop que os trabalhos estão ainda na primeira fase, que consiste na dragagem da zona costeira onde o porto virá a ser construído.

No final desta fase haverá um terminal com 630 metros de comprimento, ligado à costa através de uma ponte com dois quilómetros de extensão.

O porto de águas profundas do Caio terá um ancoradouro com 1130 metros de comprimento, para a atracação de quatro navios em simultâneo, 16 metros de profundidade e quatro pórticos com capacidade para movimentar cerca de 60 contentores por hora.

O empreendimento ocupará uma área superior a 2500 hectares, onde serão construídas instalações aduaneiras, oficinas com serviços de apoio ao porto e reparação de navios, armazéns e estabelecimentos comerciais.

Este porto, que será o primeiro de águas profundas de Angola, conta com um financiamento de 180 milhões de dólares do Fundo Soberano de Angola, tendo o Banco de Exportações e Importações da China concedido um empréstimo de 600 milhões de dólares, estando os trabalhos de construção a ser desenvolvidos pela empresa China Road and Bridge Corporation (CRBD). (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH