Cabo Verde pretende incluir mais áreas no acordo de parceria com a União Europeia

22 June 2017

O governo de Cabo Verde vai negociar a inclusão de três novas áreas no acordo de parceria que assinou há uma década com a União Europeia, disse quarta-feira na Assembleia da República, em Lisboa, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Luís Filipe Tavares.

O ministro cabo-verdiano, que também assume a pasta da Defesa, indicou que o país quer alargar o acordo de parceria às áreas do “investimento, crescimento e criação de empregos; problemática da gestão dos oceanos e economia marítima e reformas institucionais, tanto a nível central como local” e pediu a ajuda de Portugal, enquanto membro da União Europeia, neste desígnio.

O ministro cabo-verdiano, presente quarta-feira numa audição conjunta das comissões parlamentares dos Negócios Estrangeiros e dos Assuntos Europeus para dar conta da parceria entre Cabo Verde e a União Europeia, sublinhou ainda no balanço que fez o “aumento real dos fundos” de que o país tem beneficiado nos últimos quadros plurianuais do Fundo Europeu de Financiamento.

Estes fundos ascendem a 51 milhões de euros e mais três milhões adicionais para as vítimas da erupção do vulcão da ilha do Fogo no X FED, para o período entre 2008-2013 e 55 milhões de euros para o Programa Indicativo Nacional e mais sete milhões adicionais para debelar efeitos das chuvas torrenciais na ilha de Santo Antão no âmbito do XI FED para o período 2014-2020. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH