Fundo Brasil-China começou a receber projectos candidatos a financiamento

27 June 2017

O governo do Brasil iniciou o processo de recepção de candidaturas a financiamento ou participação no capital ao Fundo Brasil-China de Cooperação para Expansão da Capacidade Produtiva, disse segunda-feira em Brasília o secretário de Assuntos Internacionais do Ministério do Planeamento, Desenvolvimento e Gestão, Jorge Arbache.

Este fundo tem uma dotação inicial de 20 mil milhões de dólares, 15 mil milhões dos quais garantidos pela China e os restantes 5000 milhões de dólares pelo Brasil, dispondo de uma gestão em regime de paridade, com três votos de cada lado, tendo a parte chinesa prescindido igualmente de exigir que os projectos financiados contratem construção ou comprem equipamentos na China.

Jorge Arbache, que é igualmente secretário executivo do Fundo, disse ainda que esta iniciativa é uma acção única e inovadora, que representa uma conquista importante para os dois países.

O embaixador da China no Brasil, Li Jinzhang, disse na ocasião que a China vai procurar esta experiência agora iniciada com o Brasil em outros países da América Latina, devendo este fundo funcionar de acordo com princípios de mercado, com avaliação criteriosa dos riscos, partindo de projectos individuais para atingir uma cooperação produtiva sistemática entre os dois países. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH