Grupo ENI contracta GE Oil & Gas para projecto de gás natural em Moçambique

29 June 2017

A GE Oil & Gas, subsidiária do grupo norte-americano General Electric, assinou um contracto de vários anos com a ENI East Africa, subsidiária do grupo italiano ENI, para o fornecimento de soluções e equipamentos para a extracção de gás natural no norte de Moçambique, informou o grupo GE em comunicado.

Este contracto centra-se no projecto Coral Sul FLNG e representa a primeira fase dos planos de desenvolvimento elaborados pela ENI East Africa para explorar os depósitos de gás natural existentes no bloco Área 4 da bacia do Rovuma.

O acordo alcançado entre as partes engloba projectos futuros e inclui um contracto separado válido por cinco anos para a manutenção da infra-estrutura submarina, a que acresce uma opção de mais cinco anos e cinco extensões de três anos.

O projecto Coral Sul FLNG centra-se na instalação de uma plataforma flutuante com uma capacidade de processamento anual de 3,4 milhões de toneladas de gás natural, alimentada por seis poços submarinos que deverão produzir até 5,0 biliões de pés cúbicos de gás, estando o início da operação previsto para meados de 2022.

O grupo GE salienta ser este o primeiro projecto de extracção de gás natural em águas profundas de Moçambique, “devendo vir a proporcionar benefícios económicos através da criação de postos de trabalho e da produção de energia de que a região necessita.”

A ENI East Africa é o operador do bloco Área 4, detendo uma participação de 70%, sendo os seus actuais accionistas o grupo ENI com 71,43% e o grupo China National Petroleum Corporation os restantes 28,57%.

O grupo ENI acordou recentemente com o grupo ExxonMobil a venda de metade da participação detida na ENI East Africa, estando este negócio ainda pendente da aprovação de diversas entidades de regulação, tanto em Moçambique como no estrangeiro. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH