Angola inaugura Central II do Aproveitamento Hidroeléctrico de Cambambe

30 June 2017

Oito milhões de consumidores vão ter acesso a energia eléctrica com a entrada em funcionamento quinta-feira da Central II do Aproveitamento Hidroeléctrico de Cambambe (AHC), com uma capacidade para produzir 700 megawatts, disse o ministro da Energia e Águas de Angola.

Os 700 megawatts a serem agora produzidos na central II da barragem de Cambambe serão adicionados aos 260 megawatts da Central I, que dispõe de quatro grupos geradores de 65 megawatts cada, perfazendo um total de 960 megawatts.

O ministro João Baptista Borges, citado pela agência noticiosa Angop, disse que o projecto de ampliação e modernização da Central I, a construção da Central II e o elevação da barragem, com um custo estimado em dois mil milhões de dólares, vai proporcionar uma energia renovável em quantidade.

Disse ainda que para reforçar o fornecimento de energia eléctrica foi construída uma subestação para escoar a produção eléctrica até à província de Luanda e todas as regiões do norte de Angola, estando em curso a interligação com o município da Gabela (Cuanza Sul), que permitirá fazer chegar energia a Benguela, nos próximos tempos.

O projecto de recuperação de Cambambe, executado pela subsidiária angolana do grupo brasileiro Odebrecht, esteve dividido em três fases, nomeadamente, a elevação da barragem de 100 para 132 metros, modernização da antiga central e a construção da central II.

A barragem de Cambembe ou Aproveitamento Hidroeléctrico de Cambambe (AHC), inaugurado no dia 6 de Outubro de 1963 pelo então Presidente de Portugal, almirante Américo Deus Rodrigues Thomaz, foi a primeira a ser construída na bacia hidrográfica do Médio Cuanza. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH