Comunidade dos Países de Língua Portuguesa deve privilegiar economia