Angola vai produzir fardamento militar

12 July 2017

O governo de Angola aprovou a constituição de uma empresa pública para a produção no país de calçado e uniformes militares e pôr termo à importação desse tipo de produtos, de acordo com um despacho presidencial.

A Empresa Fabril de Calçados e Uniformes – Empresa Pública foi dotada de um capital social inicial de 1920 milhões de kwanzas (11,5 milhões de dólares), indo a respectiva fábrica ser construída na zona industrial do Cazenga, arredores de Luanda.

O despacho citado pela agência noticiosa Lusa refere a “necessidade de se reduzir os custos de importação de uniformes e calçados militares” para justificar a criação desta fábrica estatal, mas também a “importância estratégica” que representa essa produção, sobretudo para os efectivos militares.

O estatuto orgânico da empresa estipula que apesar de ter por “objecto principal a confecção de calçados e uniformes militares”, a empresa poderá exercer outras actividades comerciais “desde que não prejudiquem a prossecução do seu objecto principal” e estabelecer filiais ou sucursais noutros pontos do país ou mesmo representações no exterior do país.

Os três ramos das Forças Armadas Angolanas integram actualmente mais de 100 mil militares, somando-se ainda as forças de segurança, bombeiros e protecção civil.

Em 2015, Angola despendeu 44,6 milhões de dólares na aquisição de fardamento e outro equipamento militar à empresa estatal China Xinxing Import and Export Corporation. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH