Governo, patrões e sindicatos de Cabo Verde assinam acordo estratégico 2017/2021

12 July 2017

O Acordo Estratégico de Médio Prazo (2017/2021) de Cabo Verde, um documento que inclui a entrada em vigor do subsídio de desemprego e o aumento gradual do salário mínimo, foi terça-feira ratificado na Praia em cerimónia que reuniu governo, patronato e sindicatos, de acordo com informação oficial.

O documento havia sido aprovado no decurso de uma reunião do Conselho de Concertação Social realizada em Junho passado, visando o mesmo, de acordo com o actual governo, “colocar o país a crescer a taxas mais elevadas, gerar mais empregos, duplicar o rendimento médio dos cabo-verdianos e reduzir de forma significativa a pobreza.”

“O AEMP pretende também tornar Cabo Verde e as suas ilhas e cidades em economias competitivas, espaços dinâmicos de localização de empresas e de desenvolvimento de negócios e garantir que essa inserção se traduza em efectivos e crescentes ganhos globais para a sociedade e específicos para os diferentes estratos e sujeitos sociais”, pode ler-se na nota oficial.

O acordo prevê, entre outras medidas, a entrada em vigor do subsídio de desemprego, ainda por regular, bem como o aumento gradual do salário mínimo até atingir 15 mil escudos (155 dólares) em 2021, no final da presente legislatura.

O valor do salário mínimo em Cabo Verde é actualmente de 11 mil escudos (cerca de 113 dólares). (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH