Angola quer voltar a ser um grande produtor mundial de café

14 July 2017

Angola espera estar a produzir 50 mil toneladas de café até 2022, seis vezes mais do que a produção de 8000 toneladas registada no período de Setembro de 2016 a Junho 2017, disse quarta-feira em Medellin, Colômbia, o embaixador de Angola no Brasil, Nelson Cosme.

Nelson Cosme, que falava em representação do ministro angolano da Agricultura, Marcos Nhunga, chefiou a delegação de Angola ao Fórum Mundial dos Produtores de Café que decorreu de 10 a 12 de Julho naquela que é a segunda maior cidade da Colômbia.

O embaixador destacou a actuação do governo angolano para fazer com que o país volte a ser um grande produtor mundial e salientou o apoio que está a ser prestado pelo Fundo Comum de Produtos de Base da Organização Mundial do Café, que financiou, em oito milhões de dólares um projecto de renovação e plantação de café robusta em várias regiões de Angola.

Antes da independência no ano de 1975, a produção de café em Angola atingia cerca de 230 mil toneladas por ano, fazendo do país o quarto maior produtor de café do mundo.

Na sequência da guerra civil que se seguiu à independência e que terminou apenas em 2002, a produção de café reduziu-se a quase nada, tendo na campanha de 2016/2017 atingido 2400 toneladas, de acordo com dados estatísticos da Organização Mundial do Café. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH