Presidente de São Tomé e Príncipe afirma que China representa uma nova fonte de financiamento

O Presidente de São Tomé e Príncipe, Evaristo Carvalho, disse quarta-feira em São Tomé que a “China representa para o país uma oportunidade excelente para a obtenção de uma nova fonte de financiamento” para o desenvolvimento da sua economia.

O chefe de Estado, ao discursar numa sessão comemorativa do quadragésimo segundo aniversário da independência, referiu-se à importância económica do restabelecimento, em Dezembro de 2016, das relações diplomáticas com a República Popular da China em detrimento de Taiwan.

“A China representa uma nova fonte de financiamento, que certamente nos permitirá concretizar projectos estruturantes, nomeadamente a construção do porto em águas profundas e um aeroporto de referência internacional para o desenvolvimento da economia”, disse o presidente.

Evaristo Carvalho disse ainda que “estas duas importantes infra-estruturas, associadas às que já estão em curso, permitirão criar uma economia mais mais sólida e capaz de explorar as potencialidades de que o país dispõe.”

Após uma audiência em Janeiro último com o Presidente são-tomense, uma delegação da empresa China Road & Bridge Corporation (CRBC) manifestou interesse em participar nos dois projectos considerados fundamentais para o desenvolvimento da economia de São Tomé e Príncipe.

Em entrevista à agência Macauhub, o embaixador da China em São Tomé e Príncipe, Wang Wei, reafirmou a vontade de Pequim de participar nesses projectos, tendo sublinhado que “a China não põe de lado qualquer financiamento, que em última análise dependerá apenas das conclusões do estudo de viabilidade e das prioridades” do Estado são-tomense.

Na sequência do restabelecimento de relações diplomáticas, São Tomé e Príncipe e a China assinaram em Abril último, em Pequim, um programa geral de cooperação nas áreas económica, científica e cultural bem como acordos específicos nos sectores da energia, turismo, saúde e assistência técnica. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH