Grupo da África do Sul constrói refinaria de açúcar em Moçambique

25 July 2017

O grupo Tongaat Hulett, da África do Sul, procedeu segunda-feira ao lançamento da primeira pedra de uma refinaria a ser construída junto à açucareira de Xinavane, na província de Maputo, para transformar açúcar amarelo em açúcar branco.

O grupo cotado na Bolsa de Valores de Joanesburgo e operações na África do Sul, Botsuana, Namíbia, Moçambique, Suazilândia e Zimbabué, vai investir 500 milhões de rands (39 milhões de dólares) nesta refinaria, que deverá começar a produzir açúcar branco a partir de Setembro de 2018.

Em comunicado, o grupo afirmou que a produção da refinaria de Xinavane vai permitir a Moçambique substituir importações e acrescentou que a futura fábrica foi desenhada a permitir a expansão futura de acordo com as necessidades tanto do mercado interno como externo.

O grupo, que dispõe de uma capacidade de produção de 250 mil toneladas de açúcar amarelo na fábrica de Xinavane, adiantou no comunicado pretender aumentar a sua presença no mercado a retalho moçambicano, estando a proceder à expansão da rede de distribuição e a rever o tamanho das embalagens.

Moçambique, que importa actualmente cerca de 90% do açúcar branco que consome, tem um baixo consumo de açúcar, actualmente estimado em nove quilogramas por pessoa, que compara, por exemplo, com o de 21 quilogramas por pessoa que se regista no Zimbabué. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH