Mais de 220 empresas presentes na principal feira comercial de Angola

26 July 2017

A 33.ª edição da Feira Internacional de Luanda (Filda) inicia-se hoje num formato mais reduzido com a participação de 225 empresas angolanas e de dez países estrangeiros, de acordo com Bruno Albernaz, presidente da Eventos Arena, empresa seleccionada há pouco mais de um mês para organizar o certame.

Bruno Albernaz disse à agência noticiosa Angop que o número final de participantes é uma “boa surpresa, ficando-se a dever à grande resposta das empresas angolanas e de algumas estrangeiras, particularmente na conjuntura difícil que Angola atravessa.”

Depois de sucessivos adiamentos até ao cancelamento, em 2016, a feira, a ser hoje inaugurada pelo vice-presidente da República, Manuel Vicente, vai agora acontecer na Baía de Luanda, distribuída por cinco tendas, totalizando uma área útil de 12 mil metros quadrados de exposição e promoção de negócios em Angola.

A comitiva portuguesa conta com 20 empresas, sendo por isso a mais representativa entre as estrangeiras, seguida de expositores do Brasil, Suécia, África do Sul, Zâmbia, Índia e mais de uma dezena de empresários chineses, que participam individualmente.

Esta edição tem por lema “Diversificar a economia e potenciar a produção nacional, visando uma Angola auto-suficiente e exportadora”, mas desde logo terá uma área de exposição menor e menos expositores.

A edição de 2016 da Filda, prevista para Julho e adiada depois para Novembro devido à crise em Angola, acabou por não se realizar naquele ano, face à reduzida inscrição de expositores, conforme anunciou a administração da Feira Internacional de Luanda. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH