Primeiro voo directo China – Portugal aterra no aeroporto de Lisboa

28 July 2017

O primeiro voo proveniente de Hangzhou, com escala em Pequim, aterrou quarta-feira no aeroporto de Lisboa, ligação que o ministro do Planeamento e das Infra-estruturas, Pedro Marques, qualificou como “muito estratégica” em termos económicos e ao nível do turismo.

O ministro Pedro Marques considerou “histórico” o primeiro voo directo entre a China e Portugal e frisou que “esta ligação é a verdadeira rota aérea da seda do século XXI”, sendo igualmente, “um grande feito para Portugal.”

O embaixador da China em Portugal, Cai Run, disse na ocasião que o estabelecimento de uma ligação aérea directa entre os dois países tem um grande significado no que respeita ao desenvolvimento da economia, comércio, investimento e turismo.

Portugal recebeu em 2016 cerca de 200 mil turistas chineses, tendo o embaixador de Portugal na China, Jorge Torres-Pereira, afirmado há dias que o país pode, com esta ligação aérea, ter como objectivo chegar a um milhão de turistas chineses por ano.

Estes voos estão a ser realizados pela companhia aérea Beijing Capital Airlines, do grupo HNA, sendo a frequência actual de três voos por semana, podendo mais voos ser adicionados no próximo Inverno.

O grupo HNA, com sede na ilha de Hainão, tem uma participação indirecta na companhia TAP – Air Portugal, através da companhia aérea brasileira Azul, onde controla 23,7% do capital social.

A secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, afirmou que o objectivo de Portugal para este ano é crescer 10% em relação a 2016, contabilizando mais de 21 milhões de turistas. (Macauhub)

 

MACAUHUB FRENCH