Banco de Moçambique conclui intervenção no banco Moza

2 August 2017

O Banco de Moçambique deu por concluída a intervenção do banco Moza, tendo afirmado em comunicado divulgado em Maputo que após a capitalização e normalização da situação financeira daquela instituição haviam cessado as razões que ditaram a intervenção.

O comunicado do banco central acrescenta que a conclusão da intervenção só foi “possível através do aumento do capital por entrada de um novo accionista na instituição de crédito em referência.”

O regulador determinou assim “o fim das providências extraordinárias de saneamento impostas ao banco Moza e a exoneração do Conselho de Administração provisório, passando a instituição de crédito a funcionar normalmente com órgãos próprios.”

O Banco de Moçambique anunciou no final de Maio a venda do Moza à Kuhanha, entidade que gere o fundo de pensões dos trabalhadores do banco central, depois de em Setembro do ano passado ter intervencionado a instituição, suspendendo o conselho de administração e a comissão executiva para “proteger os interesses dos depositantes.”

O Moza (anteriormente conhecido por Moza Banco), que iniciou a actividade em 2008, era anteriormente controlado em 51% pela Moçambique Capitais, sendo os restantes 49% detidos pelo português Novo Banco, instituição que ficou com os activos considerados de qualidade do falido Banco Espírito Santo. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH