Governo de Cabo Verde anuncia plano de prtivatizações e concessões

7 August 2017

O governo de Cabo Verde pretende obter um encaixe financeiro de 90 milhões de euros com a reestruturação, privatização ou concessão de 23 empresas públicas até 2021, entre elas a companhia aérea TACV, escreveu o jornal cabo-verdiano A Semana.

A previsão de receitas faz parte da agenda, agenda de privatizações, concessões e parcerias público-privadas, cuja resolução foi publicada no Boletim Oficial e que entrou sexta-feira passada em vigor.

O caso mais urgente é o relacionado com a transportadora aérea TACV, que tem um passivo acumulado de cerca de 100 milhões de euros e que representa um encargo mensal de cerca de um milhão de euros.

O governo cabo-verdiano também pretende vender ou entregar em concessão empresas ligadas aos sectores da água e energia (Electra), telecomunicações (NOSi e CV Telecom), portos (Enapor), aeroportos (ASA), produção e comercialização de medicamentos (Emprofac), imobiliária (IFH), estaleiros navais (Cabnave), correios, Escola de Hotelaria e Turismo e seguros (Promotora).  (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH