Grupos Anadarko Petroleum e ENI assinam contractos de concessão de terminal marítimo em Moçambique

11 August 2017

Os grupos norte-americano Anadarko Petroleum e italiano ENI assinaram quinta-feira em Maputo com o governo de Moçambique os contractos de concessão do terminal marítimo de gás natural liquefeito e das instalações para a descarga de materiais na península de Afungi, de acordo com a imprensa moçambicana.

Os contractos resultam da aprovação, pelo Conselho de Ministros, a 21 de Julho do ano em curso, dos termos e condições desses instrumentos, que fazem parte do pacote contratual e comercial relativo aos projectos de gás natural liquefeito da bacia do Rovuma, norte do país.

Os documentos foram assinados pela ministra moçambicana dos Recursos Minerais e Energia, Letícia Klemens, e pelos representantes da ENI East Africa, Fabio Castiglioni e da Anadarko Moçambique Área 1 Lda, John Bretz.

A ministra Letícia Klemens disse na ocasião que a assinatura destes contractos marca uma etapa importante do processo que deverá culminar com a início da execução destes projectos, que vão contribuir para apoiar a economia moçambicana.

“Refiro-me ao início de produção de gás natural liquefeito nas Áreas 1 e 4 da bacia do Rovuma, bem como a execução de outros projectos que dependem do gás natural como matéria-prima, com destaque para a produção de adubos, combustíveis líquidos e energia eléctrica”, afirmou a ministra.

Na mesma cerimónia, foram assinadas licenças especiais para o projecto de gás natural liquefeito, que vão permitir às operadoras realizarem actividades dentro da zona de protecção especial, nomeadamente proceder ao realojamento das populações residentes nas zonas de intervenção.

Estes documentos foram assinados pela ministra dos Recursos Minerais e Energia e pelos ministros da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural, Celso Correia, do Mar, Aguas Interiores e Pescas, Agostinho Mondlane e dos Transportes e Comunicações, Carlos Mesquita. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH