Parceria com estatal Endiama vai explorar depósitos de nióbio em Angola

15 August 2017

A empresa Blue Mining associou-se à estatal Empresa Nacional de Prospecção, Exploração, Lapidação & Comercialização de Diamantes de Angola (Endiama) para explorar jazigos de nióbio na província da Huíla, no sul de Angola, ao abrigo de uma autorização governamental.

A autorização assinada pelo ministro da Geologia e Minas, Francisco Queiroz, aprova o contracto de investimento mineiro e os direitos atribuídos para a concessão de Quilengues às duas empresas agrupadas em sociedade comercial a constituir para explorar os jazigos de nióbio, “tendo em atenção o interesse estratégico que o mineral apresenta.”

O investimento inicial previsto para este projecto de prospecção mineira, que envolve uma área de 160 quilómetros quadrados, ascende a 20 milhões de dólares, ainda de acordo com a informação oficial citada pela agência noticiosa Lusa.

O Brasil detém as maiores – e praticamente únicas – reservas mundiais de nióbio, avaliadas em 842 milhões de toneladas, que estão espalhadas pelos Estados de Minas Gerais, Amazonas e Goiás.

O nióbio é um dos minerais mais raros do mundo sendo utilizado no fabrico de turbinas, naves espaciais, aviões, mísseis, indústria electrónica e centrais eléctricas, mas também para produzir ligas de aço ou supercondutores. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH