Duas empresas públicas de Cabo Verde vão ser avaliadas para posterior privatização

18 August 2017

Os activos e os negócios das empresas públicas Aeroportos e Segurança Aérea (ASA) e Electra – Empresa de Electricidade e Água vão ser objecto de avaliação, antecipando a sua privatização, informou o Ministério das Finanças de Cabo Verde em comunicado divulgado quinta-feira.

O trabalho de avaliação será efectuado por empresas seleccionadas no âmbito de um concurso internacional lançado em 2016, sendo o respectivo financiamento assegurado pelo Banco Africano de Desenvolvimento, com 329,8 mil euros para a Electra e 298,172 mil dólares para a ASA.

O comunicado oficial salienta ser a avaliação dos activos e dos negócios uma etapa obrigatória no processo de abertura do capital das empresas e participadas do Estado a privados, quer através de concessões, privatizações ou gestão em regime de parcerias público-privadas.

Os trabalhos de avaliação deverão ficar concluídos durante o segundo semestre de 2017, sendo coordenados pela Unidade de Acompanhamento do Sector Empresarial do Estado (UASE), ainda de acordo com a nota oficial.

Esta operação de avaliação acontecerá no quadro da resolução que aprovou a agenda de privatizações, concessões e parcerias público-privadas de 23 empresas públicas e participadas do Estado.

Além da ASA e da Electra, o governo de Cabo Verde pretende privatizar, até 2021, várias outras empresas e obter um encaixe de cerca de 100 milhões de dólares. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH