Angola regressa ao mercado de euro-obrigações através do banco russo VTB

23 August 2017

O governo de Angola seleccionou o banco russo VTB para montar e liderar a segunda emissão de euro-obrigações efectuada pelo país a fim de captar até 2000 mil milhões de dólares, de acordo com um despacho presidencial com data de 21 de Agosto.

O Estado angolano estreou-se na emissão de euro-obrigações em Novembro de 2015, angariando então cerca de 1500 milhões de dólares, através de um sindicato bancário liderado pelo norte-americano Goldman Sachs International e que incluiu o alemão Deutsche Bank e os chineses do ICBC International.

O despacho presidencial citado pela agência noticiosa Lusa refere que “havendo necessidade de iniciar os trabalhos para averiguar a eventual captação de financiamento externo através de obrigações soberanas da República de Angola é aprovada a estratégia de refinanciamento da dívida com o banco VTB.”

O banco russo tem vindo a financiar vários projectos em Angola, tendo em 2014 aprovado a concessão de um empréstimo de 1500 milhões de dólares, ao abrigo de um acordo assinado com o governo angolano.

Um despacho presidencial publicado no início de Agosto corrente autorizava o ministro das Finanças a a colocar até 2000 milhões de dólares em euro-obrigações a fim de “melhorar a composição da carteira de dívida externa.”

O plano de endividamento para 2017 prevê necessidades brutas de financiamento de 4,667 biliões de kwanzas (28 mil milhões de dólares), sendo 75% deste total para angariar no mercado interno. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH