Presidente do Brasil procura na China interessados no programa de privatizações

29 August 2017

O Presidente do Brasil, que segue hoje para a China onde irá permanecer até dia 5 de Setembro, vai aproveitar esta deslocação para promover junto dos investidores chineses o novo programa de privatizações anunciado recentemente pelo seu governo, de acordo com declarações à estatal chinesa CCTV.

O programa de privatização de 57 empresas controladas pelo Estado inclui a Eletrobras, Casa da Moeda, Lotex, a subsidiária da Caixa Económica Federal para as lotarias instantâneas, a entrega em regime de concessão de 14 aeroportos, entre os quais Congonhas (São Paulo) e Recife (Pernambuco), linhas de transporte de energia eléctrica e terminais marítimos.

“Esperamos que a China esteja interessada nas privatizações que vamos fazer e que possamos trazer capital para o Brasil”, disse Michel Temer, para acrescentar que o Brasil é um país seguro para os investidores chineses.

Temer, cuja visita à China contará com a presença de 40 empresários brasileiros, recordou que o Brasil é um importante fornecedor de matérias-primas e de produtos alimentares à China, “país que é o nosso principal parceiro comercial.”

Nesta sua deslocação, Temer manterá encontros com o Presidente da China, Xi Jinping e com o primeiro-ministro, Li Keqiang, participando ainda dia 3 de Setembro na reunião cimeira dos BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), que terá lugar em Xiamen, província de Fujian.

O porta-voz da presidência do Brasil, Alexandre Parola, disse que nesta viagem de Michel Temer os dois países assinarão acordos sobre infra-estruturas, saúde, cultura e tecnologia. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH