53ª edição da Feira Internacional de Maputo, Moçambique, cumpriu objectivos

Os objectivos pretendidos com a realização da 53ª edição da Feira Internacional de Maputo foram alcançados, disse o director do certame, José Jossias, que garantiu tratar-se de uma conclusão igualmente partilhada pelos expositores e visitantes.

José Jossias disse que a realização da feira serviu para “mais uma vez mostrar as potencialidades do país”, tendo todas as províncias estado presentes e para realizar diversos seminários temáticos, “pelo que julgamos ter atingido os objectivos programados para a edição deste ano.”

Citado pela agência noticiosa AIM, o director da 53.ª FACIM adiantou ter havido muitas manifestações de interesse por parte dos investidores nacionais e estrangeiros em sectores como os das pescas, agricultura, indústria e recursos minerais.

A edição deste ano da Feira Internacional de Maputo, que decorreu de 28 de Agosto a 3 de Setembro, contou com a participação de 1975 expositores, dos quais 250 eram empresas estrangeiras.

Estiveram presentes 20 países – África do Sul, Zimbabué, Tanzânia, Botsuana, Angola, Bielorússia, Países Baixos, Reino Unido, Portugal, Alemanha, Irlanda, Itália, Espanha, França e Ilhas Maiotes, Índia, Coreia do Sul, Tailândia, China e Brasil.

O dia de sábado ficou marcado pela assinatura de um acordo estratégico entre as empresas públicas Telecomunicações de Moçambique (TDM), Moçambique Celular (Mcel) e a Electricidade de Moçambique (EdM), ao abrigo do qual passam a cooperar em diversas áreas, nomeadamente na partilha de infra-estruturas. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH