Angola perde para a Nigéria título de maior produtor de petróleo em África

4 September 2017

Angola foi um dos três países membros da Organização dos Países Produtores de Petróleo (OPEP) cuja produção registou quebras em Julho, conjuntamente com o Iraque e a Venezuela, de acordo com o relatório mensal do mercado petrolífero relativo a Agosto.

A Nigéria, pelo contrário, foi um dos três países onde a produção mais aumentou, sendo os outros dois a Líbia e a Arábia Saudita, tendo aquele país africano excedido a produção angolana, tanto a que se baseia em fontes secundárias como aquela que tem por base a comunicação directa.

A produção de Angola em Julho aumentou, de acordo com informações directas, 6,0 mil barris por dia para 1,668 milhões de barris por dia, mas a da Nigéria cresceu 117,2 mil barris por dia para 1,674 milhões de barris por dia.

De acordo com fontes secundárias, Angola produziu menos 19,3 mil barris por dia em Julho para um total de 1,646 milhões de barris por dia, ao passo que a produção da Nigéria aumentou 34,3 mil barris por dia para 1,748 milhões de barris por dia.

Rússia, Angola e Arábia Saudita foram em Junho os três principais fornecedores de petróleo à China, com quotas de mercado de 18%, 13% e 11%, respectivamente, tendo a importação chinesa de petróleo aumentado 28 mil barris por dia para uma média de 8,8 milhões de barris por dia. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH