Plano de Acção para a Competitividade começa a ser executado em Cabo Verde

8 September 2017

O Plano de Acção para a Competitividade de Cabo Verde, aprovado pelo governo em Agosto passado, entrou formalmente em vigor com a publicação em Boletim Oficial, noticiou a estação pública de televisão (RTC).

A elaboração deste plano decorreu do facto de o governo pretender que tanta a política interna como a externa do país sejam orientadas em prol da inserção de Cabo Verde em espaços económicos dinâmicos “que permitam ao país o acesso e a atracção de investimentos, mercado, tecnologia, conhecimento e segurança.”

O governo pretende com este plano colocar Cabo Verde entre os 50 países mais bem classificados no índice “Doing Business” bem como nos que têm melhor desempenho em termos de governação e ainda nos primeiros 10 lugares da lista dos pequenos estados insulares, disse na ocasião Luís Filipe Tavares, porta-voz do Conselho de Ministros.

Uma posição igual ou melhor do que 80 no Índice de Liberdade Económica é outra das metas preconizadas pelo governo, que entende as medidas incluídas no Plano como “um passo significativo” no sentido da promoção do investimento directo estrangeiro.

Os reduzidos riscos políticos, sanitários e de segurança são aspectos que o governo quer destacar para atrair investimento externo e atingir melhores posições nas listas relacionadas com a capacidade para fazer negócios.

A RTC acrescentou que a comissão inter-ministerial que vai executar este Plano de Acção para a Competitividade será coordenada por Adalberto Silva, conselheiro do primeiro-ministro Ulisses Correia e Silva. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH